Farmácias de Vianópolis podem se cadastrar para receber denúncias de agressões a mulheres

Neste período de pandemia, aumentou consideravelmente em Vianópolis, a exemplo de outras cidades, as denúncias de violência doméstica contra a mulher. O mesmo acontece na maioria das cidades brasileiras.

Diante desse quadro, a Associação dos Magistrados Brasileiros e o Conselho Nacional de Justiça lançaram a Campanha Sinal Vermelho contra a violência doméstica.

A campanha tem como objetivo oferecer um canal para que as mulheres vítimas de violência em seus lares se identifiquem em estabelecimentos comerciais como farmácias e drogarias.

A ação é simples e consiste em a mulher vítima de violência marcar um “X” vermelho na palma da mão.

Em Vianópolis, as farmácias e drogarias que queiram se cadastrar podem entrar em contato com a Promotoria de Justiça através do telefone 3335-1209, que é WhatsApp, ou nos canais de comunicação do Ministério Público de Goiás.

Muitas mulheres são impedidas de chamar a Polícia quando sofrem agressões. Com a Campanha Sinal Vermelho, elas têm outra maneira de denunciar seus agressores marcando um “X” na palma da mão e alertando proprietários e funcionários das farmácias e drogarias cadastradas.

O Promotor de Justiça de Vianópolis, Lucas César Costa Ferreira, foi entrevistado por nossa reportagem e falou sobre a Campanha “Sinal Vermelho contra a Violência Doméstica”. Segundo ele, com frequência, a mulher tem medo de denunciar seu agressor, assim a abertura desse novo canal é importante para denunciar o crime e ela seja protegida.

Lucas César Costa Ferreira disse que mesmo com a realização desta campanha, não são afastados outros meios para que as mulheres agredidas denunciem. Ele disse que o WhatsApp da Promotoria (3335-1209) está à disposição para receber denúncias, assim como o telefone 190 da Polícia Militar.

Lucas César Costa Ferreira disse que a denúncia é importante na defesa da vida, uma vez que a experiência revela que esses crimes são envolvidos em um ciclo, e que a cada renovação de ciclo, ele vai se intensificando e, por vezes, antes mesmo de fazer denúncia, as mulheres são mortas ou sofrem crime grave praticado por seus companheiros.

As farmácias e drogarias podem se cadastrar, obtendo mais informações no WhatsApp da Promotoria de Justiça de Vianópolis: 3335-1209.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *