Constantes chuvas provocam entupimento no Sistema de Captação da Saneago e falta água tratada na cidade

As constantes e fortes chuvas dos últimos dias provocaram entupimento no Sistema de Captação da Saneago, que fica no Córrego Dirceu, região do Guarirobal. Com isso, faltou água em diversos bairros de Vianópolis ontem, 07, segundo apurou nossa reportagem.

Aliás, a falta de água tratada na data de ontem, 07, foi motivo de reclamação de muitos moradores nas redes sociais e em mensagens enviadas à nossa reportagem.

Depois de um longo trabalho de limpeza, com a retirada de terra e restos de vegetações, a captação de água voltou a ser feita.

Só no período da tarde de ontem, 07, que o abastecimento foi normalizado, de acordo com informações do Chefe do Escritório Local da Saneago, Valdeir Rodrigues Batista. Ainda segundo ele, hoje o abastecimento está normalizado em toda cidade e não faltará água tratada nas residências atendidas pela Saneago.

IMG-20180108-WA0005

IMG-20180108-WA0006

IMG-20180108-WA0004

 

5 comentários em “Constantes chuvas provocam entupimento no Sistema de Captação da Saneago e falta água tratada na cidade

  • 8 de janeiro de 2018 em 13:58
    Permalink

    Causas: falta de bacias na estrada principal que dá acesso a saneago, que por sinal deve ser uma das piores estradas vicinais do município, e isso a menos de 1 km da prefeitura, quando arrumam, removem terra para tapar os buracos e na primeira chuva correm tudo com a enxurrada que desce para os córregos, lavouras sem curva de nível aonde a terra está sendo levada para seu leito, cadê Secretaria do Meio Ambiente pra ir lá ver isso??? cadê a Secretaria de Obras pra conter a enxurrada que desce no meio da estrada??? Está na cara de qualquer um lá pra ver esses problemas de assoreamentos. A própria Saneago, não sei por qual motivo, jogam água fora do sistema que desce pela estrada quase todos os dias, fazendo buracos e aumentado os problemas, bom né Saneago, só sabe acusar e cobrar providências, vamos olhar para o próprio umbigo.

    Resposta
  • 8 de janeiro de 2018 em 14:06
    Permalink

    È complicado, se tem muita água Falta água se não tem falta, quando não é energia e outra coisa, ta dificil…… Tudo isso chama se falta de prevenção técnica, se isso não resolver nem pai de santo resolve zi fio ….A Bruxa ta solta ….. Tenho dito

    Resposta
  • 8 de janeiro de 2018 em 14:48
    Permalink

    Com a palavra a Saneago para explicar tanta água que se joga fora, mesmo na epoca de racionamento descia um rego d’água pela estrada todo santo dia.

    Resposta
    • 8 de janeiro de 2018 em 19:27
      Permalink

      Boa tarde Tião. O processo de tratamento de água consiste e adicionar produto químico , sulfato de alumínio, para q se forme flocos com a sujeira existente na água bruta. Assim formado os flocos passa para o processo de decantação fazendo com q boa parte sujeira fica depositada no fundo decantador e depois essa água segue para os filtros onde retém o restante da sujeira. Enfim, com esses processos de tratamento de água 24 horas por dia é essencial q se lave filtros várias vezes ao dia e tbm deve-se fazer a descarga de resíduos dos decantadores e lavagem dos mesmos de tempos em tempos. Como não existe uma forma de reaproveitar a água dessas descargas e de lavagem de filtro é q se observa as vezes, dependendo da demanda, água escorrendo nas margens da estrada próxima a estação de tratamento de água. Quem quiser conhecer como funciona pode se dirigir ao escritório local ou estação de tratamento.

      Resposta
  • 9 de janeiro de 2018 em 08:24
    Permalink

    E o Secretário de Obras o que tem a dizer sobre a contenção dessa água que corre pela estrada fazendo erosão, afundando a estrada é como consequência o assoriamento dos córregos Natália e Dirceu?

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *