Secretaria de Saúde publica resolução e Vianópolis volta para nível 3 (laranja), com restrições de diversas atividades

Por Olívio Lemos, com informações da Secretaria de Saúde passadas às 17h18 deste domingo, 28.

Usando critérios do Ministério da Saúde, o Governo de Vianópolis, através da Secretaria Municipal de Saúde, publicou na tarde deste domingo, 28, resolução nº 04/2020, com medidas restritivas de funcionamento de comércio e igrejas.

Após levantamentos baseados nos critérios do Ministério da Saúde, a Secretaria Municipal de Saúde estabeleceu quatro níveis de alerta, sendo nível 1 (verde), nível 2 (amarelo), nível 3 (laranja) e nível 4 (vermelho).

Na data de hoje, 28, a Secretaria emitiu resolução que coloca o Município de Vianópolis no nível 3. Com isso, a partir de amanhã, 29, alguns estabelecimentos comerciais serão fechados e outros deverão restringir atendimento interno.

Não poderão funcionar, a partir de amanhã, 29, academias, salão de beleza/barbearias, além de espaço público/privado de lazer, assim como locais que gerem aglomerações.

As igrejas somente poderão funcionar com eventos on line, ou seja, sem a presença de fieis em seus templos.

A Secretária Juliana Vitor de Freitas informou que semanalmente serão avaliados os dados e, caso Vianópolis entre em um nível acima do atual (3), outros estabelecimentos serão fechados.

Dessa maneira, é importante, segundo ela, que comerciantes e população se unam no combate ao coronavírus, notadamente na observação do isolamento social, buscando evitar aglomerações de todos os tipos, seja familiar ou não.

Os critérios e as normas técnicas estão disponíveis abaixo, para dirimir qualquer dúvida sobre a resolução:

thumbnail (19)

thumbnail (9)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

thumbnail (10)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

thumbnail (18)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

NOTA TÉCNICA 04/2020 –  SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE VIANÓPOLIS

 

ASSUNTO: Recomendações para as atividades de Delivery

 

Com a adoção de medidas preventivas e as restrições de algumas atividades comerciais devido à pandemia da Covid-19, os serviços de entrega tiveram um grande aumento no cotidiano. Pensando em minimizar os riscos de contágio e a preocupação com toda a comunidade que utiliza o delivery, a Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS) e do Setor de Vigilância Sanitária (SVS), disponibilizaram uma Nota Técnica com orientações para proteger a saúde da população em relação a essa atividade.

 

Dessa forma recomenda-se que:

  1. Os pedidos devem ser recebidos preferencialmente por telefone, internet ou aplicativos;
  2. Não é permitido uso de cardápios no estabelecimento para escolha de produtos;
  3. Os pedidos podem ser entregues no local solicitado ou retirados no estabelecimento pelo cliente sem formação de filas e aglomerações;
  4. Os pagamentos devem ser realizados preferencialmente por meio de cartão, evitando contatos desnecessários entre funcionários e clientes;
  5. Orientar funcionários e colaboradores para evitar falar excessivamente, rir, tossir, espirrar, bocejar, tocar nos olhos, nariz e boca durante atendimento;
  6. Os funcionários e entregadores devem ser orientados a intensificar a higienização das mãos com água e sabão, principalmente antes e depois de manipularem alimentos, usarem banheiro, se tocarem o rosto, nariz, olhos e boca e sempre que necessário. Afixar cartazes sobre a correta higienização de mãos para os funcionários;
  7. Manter as áreas de convivência de funcionários ventiladas, tais como refeitórios e locais de descanso;
  8. Lavar com água e sabão os utensílios do serviço, como espátulas, pegadores, conchas e similares, higienizando-os completamente, inclusive os cabos. Mantendo-os higienizados.
  9. Os produtos saneantes utilizados devem estar notificados e registrados junto ao órgão competente. O modo de uso dos produtos saneantes deve obedecer às instruções recomendadas pelos fabricantes;
  10. Reforçar os procedimentos de higiene e manter rigorosamente o cumprimento das demais normas de boas práticas de manipulação de alimentos;
  11. Higienizar balcões, bancadas, esteiras, caixas registradoras, calculadoras, máquinas de cartão, telefones fixos, celulares e outros itens de uso comum, com produtos saneantes notificados e registrados junto ao órgão competente;
  12. Os compartimentos de entregas devem ser higienizados interna e externamente com frequência. Devem ser evitadas aberturas desnecessárias e os pacotes de entrega não devem ser deixados sobre o piso ou locais não higienizados;
  13. O entregador deve manter a higiene frequente e adequada das mãos, máquinas de cartão, punhos de motocicletas e bicicletas;
  14. Funcionários e entregadores que apresentem febre e ou sintomas respiratórios (tosse seca, dor de garganta, mialgia, cefaleia e prostração, dificuldade para respirar e batimento das asas nasais) devem ser afastados do trabalho e informados a secretaria de saúde, retornando somente após o término dos sintomas.

 

Essas orientações podem sofrer alterações de acordo com a situação epidemiológica do Município/Estado/País.

 

Juliana Vitor de Freitas

Secretária Municipal de Saúde

Decreto 025/2018

 

NOTA TÉCNICA 05/2020 –  SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE VIANÓPOLIS

 

ASSUNTO: Recomendações para o comércio local

Dispõe sobre as orientações gerais a serem adotadas pelos estabelecimentos comerciais e prestadores de serviços que estão autorizados a realizar atendimento.  A nota reforça a necessidade de boas práticas e da realização de procedimentos de higienização para minimizar o risco de transmissão do novo Coronavírus (Covid-19). Também são listadas as condutas adequadas de higiene pessoal e controle de saúde dos colaboradores, além das medidas de atendimento seguro aos clientes. Segundo o Ministério da Saúde, a transmissão do Novo Coronavírus acontece de uma pessoa doente para outra ou por contato próximo por meio de:

  • Toque do aperto de mão
  • Gotículas de saliva
  • Espirro
  • Tosse
  • Objetos ou superfícies contaminados como celulares, mesas, maçanetas, brinquedos e teclados de computador etc.

Assim sendo, uma das estratégias mais importantes para evitar a exposição é redobrar os cuidados com a higiene e evitar aglomerações.

Dessa forma recomenda-se:

  1. PROIBIR o acesso aos seus estabelecimentos de funcionários, consumidores e usuários que não estejam utilizando máscaras de proteção facial;
  2. DISPONIBILIZAR álcool, na forma em gel ou liquida, a 70% (setenta por cento) para higienização das mãos, principalmente nos pontos de maior circulação de funcionários e usuários (recepção, balcões, saídas de vestuários, corredores de acessos às linhas de produção, refeitório, área de vendas, etc.);
  3. INTENSIFICAR a limpeza das superfícies dos ambientes com detergente neutro e, após, desinfeccionar com álcool 70% (setenta por cento) ou solução de água sanitária1% (um por cento), ou outro desinfetante autorizado pelo Ministério da Saúde, conforme o tipo de material;
  4. DESINFETAR COM ÁLCOOL 70% (setenta por cento), várias vezes ao dia, os locais frequentemente tocados como: maçanetas, interruptores, janelas, telefones, teclados de computador, corrimões, controle remoto, máquinas acionadas por toque manual, elevadores e outros;
  5. MANTER locais de circulação e áreas comuns com os sistemas de ar-condicionado limpos (filtros e dutos);
  6. Implementar corredores de fluxo unidirecional, a fim de coordenar o fluxo dos clientes nas lojas.
  7. MANTER os ambientes arejados por ventilação natural (portas e janelas abertas) sempre que possível;
  8. GARANTIR A DISTÂNCIA MÍNIMA DE 2 (DOIS) METROS ENTRE OS FUNCIONÁRIOS e CLIENTES, inclusive nos refeitórios; evitar reuniões de trabalho presenciais, implementar medidas para impedir a aglomeração desordenada de consumidores, usuários, funcionários e terceirizados, inclusive no ambiente externo do estabelecimento;
  9. Não promover atividades promocionais e campanhas que possam causar aglomerações nas lojas físicas e em outros canais de venda. Manter suspensos os eventos.
  10. No caso de entregadores pertencentes ao quadro do estabelecimento, o estabelecimento é responsável pelo fornecimento das máscaras e demais produtos de higienização, como álcool em gel 70%, para que os funcionários possam higienizar as mãos, as máquinas de cartões e bags de transpor-te.
  11. Funcionários e entregadores que apresentem febre e ou sintomas respiratórios (tosse seca, dor de garganta, mialgia, febre, cefaleia e prostração, dificuldade para respirar e queixa de perda de olfato e paladar) devem ser afastados do trabalho e informado a secretaria de saúde, retornando somente após o término dos sintomas.

CONDIÇÕES ESPECÍFICAS:

 

  1. Lanchonetes, panificadoras, açaiterias, docerias, pit-dogs e congêneres: delivery, drive-thru ou retirada no local.
  2. Restaurantes devem ser respeitada a distância mínima de 2 (dois) metros entre os usuários ou delivery.
  3. Bares – não há autorização de funcionamento!

Juliana Vitor de Freitas

Secretária Municipal de Saúde

Decreto 025/2018

16 comentários em “Secretaria de Saúde publica resolução e Vianópolis volta para nível 3 (laranja), com restrições de diversas atividades

  • 28 de junho de 2020 em 18:34
    Permalink

    Aneim , de novo!?
    Aff esse povo tá de brincadeira
    Já está virando piada

    Resposta
  • 28 de junho de 2020 em 18:56
    Permalink

    “Piada” É quem não preocupa com o próximo e fica achando que esse vírus é brincadeira e acaba prejudicando os comerciantes que luta por seu ganha pão do dia dia!Aqui em nossa cidade é muito complicado porque é uma cidade pequena e as pessoas acabam fazendo “aglomerações “pq a maioria são parentes e acham q o vírus escolhe pessoas ,raça ou cor!Muitas pessoas q pegaram esse maldito vírus e não teve complicações por graça de Deus ,acha q é só uma gripizinha ou resfriadinho ,mais esquece dos idosos…
    Se todos tomasse consciência e respeitasse as normas isso ja tinha passado!
    Vai da consciência de cada um e vamos respeitar o próximo e as leis.

    Resposta
  • 28 de junho de 2020 em 19:02
    Permalink

    Meu amigo está faltando anestésico ou sedativo pra fazer uma simples anestesia geral…isso é no mundo todo…acho que antes tudo bem reclamar de fechamento de comércio …mas em relação ao comentário de cima se o seu pai precisar de uma anestesia de grande porte não reclame…

    Resposta
    • 28 de junho de 2020 em 19:59
      Permalink

      Fechando vai fabricar anestesia ?

      Resposta
      • 29 de junho de 2020 em 00:34
        Permalink

        Oh revoltado :
        Porque você vai vai estudar e pra de ser ignorante?! O mundo não tem mais espaço para pessoas como você!

        Resposta
      • 29 de junho de 2020 em 09:45
        Permalink

        Não, mas simplesmente reduz a quantidade de acidente, e internação por causa externa, ou seja trauma de uma forma geral, que é principal demanda…reduz o consumo meu amigo…E aí ganha tempo…depois reabre novamente!! Nenhum gestor pode deixar as pessoas morrerem sem tomar uma atitude, se não inclusive futuramente ele responderá judicialmente….

        Resposta
  • 28 de junho de 2020 em 19:13
    Permalink

    Piada? Quando sua mãe morrer quero ver você dar risadas, vianopolis está entrando em colapso e o povo resiste a quarentena, é hora do governo tomar frente porque o povo não sabe o que é melhor pra ele, quando acordar será tarde demais.

    Resposta
  • 28 de junho de 2020 em 19:16
    Permalink

    E os barzinhos que estão aglomerando pessoas nas mesas, tudo sem máscaras?
    Porque ontem vi mesas cheias de gente, um colado no outro, tudo sem máscara!

    Resposta
  • 28 de junho de 2020 em 19:23
    Permalink

    muitas pessoas procurando culpados para o fechamento parcial do comércio. Esses hipocritas são os mesmos que “metem o pau” no Governo, mas mesmo trabalhando e com seus ganhos mensais iguais ainda tiveram a cara de pau de pegar os R$600,00 por que acham que dinheiro público não tem dono, inclusive mulher de vereador, enfermeira que não perdeu emprego ( mas esses a Polícia Federal e Ministério Público vão dar um jeito).
    Mas o que ninguém vê é o que a secretaria de saúde Dra Juliana está fazendo, dando das tripas coração pela população e muitos ainda culpando pelo fechamento do comércio. Gente isso são normas e o que o mundo inteiro está fazendo são essas restrições, se não fosse pela Secretaria de Saúde estávamos era ferrado.

    Resposta
  • 28 de junho de 2020 em 19:55
    Permalink

    O problema é que as pessoas não se respeitam, não respeitam as normas, muito menos respeitam as pessoas mais vulneráveis.Não usam máscara corretamente, muitas pessoas a usam no queixo, porém queixo não respira.A vigilancia sanitária precisa fiscalizar os bares com grande aglomeração e todos sem máscara.No bairro Michelle as pessoas ficam bebendo nas ruas sem máscara e co grande aglomeração.Não adianta uma parte da população fazer a sua parte,é hora de todos colaborar e se preocupar com o próximo.

    Resposta
  • 28 de junho de 2020 em 19:59
    Permalink

    Já teve um óbito em Silvania .o povo pensa que é brincadeira
    Que Deus abençoe todos aqui de Vianópolis logo todos serão curados

    Resposta
  • 28 de junho de 2020 em 20:24
    Permalink

    Tem que fecha mais coisas tb,tinha que fazer o rodízio dos supermercados cada dia abre 2 ,das farmácias tb em geral a cidade toda fazer o rodízio das coisas .porque está fechado a somente as mesma coisas todas as véis. Na minha opinião fica bom para todos fazer o rodízio.

    Resposta
  • 28 de junho de 2020 em 21:38
    Permalink

    Já que a intenção é fazer uma barreira de contenção para evitar a propagação do vírus, pq não fecha TUDO?! Deixa apenas os serviços essenciais ou talvez fazer rodízio de funcionamento dos comércios . Fechando apenas academias, salões de beleza/ barbearias … não vai resolver. Já que é pensando no bem de toda população FECHA TUDO.. nenhum comércio é mais importante que o outro não, estamos todos buscando o sustento de nossas famílias. Fechando tudo irá evitar que as pessoas vão para a rua sem necessidade!

    MINHA OPINIÃO!!!

    Resposta
  • 28 de junho de 2020 em 22:11
    Permalink

    Meus irmãos este não é o momento pra procurarmos culpado disso ou daquilo. O que devemos fazer neste momento é voltar nossos pensamentos, nossas orações à Deus. De reconhecer que é tudo por Ele e para Ele! Ele que é o dono de tudo, que tem o poder de curar e libertar. Jesus não permitiu Que o mundo passasse por tudo isso à toa. Precisamos repensar nossos atos, será que estamos preparados caso Jesus volte hj???? Será que temos agido conforme a vontade de Deus aqui nessa terra??? Nós viemos neste mundo de passagem e nós temos a escolha de para onde queremos ir depois… por estou aqui pra dizer a vcs, voltemos ao Senhor enquanto há tempo. Vamos deixar de lado essas picuinhas e vamos clamar a misericórdia de Deus, como Ele diz na palavra, se o povo se arrepender dos seus pecados, se converter, orar eu escutarei do céu e restituirei a saúde à terra! (2cronicas 7,14)

    Resposta
  • 29 de junho de 2020 em 14:38
    Permalink

    Fiquei revoltada tanta gente sem usar máscara nas ruas,senhoras sem máscara passeando com seus cachorros,jovens andando agrupadas sem máscaras,me senti uma ET de máscara!Tem cidades vizinhas que é obrigatório o uso de máscara podendo ser multado!!Só assim para aprenderem!!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *